Pesquisar

terça-feira, 24 de abril de 2012

Lembrança com gosto de pão mergulhado no café

Tomando o café da manhã distraída, deixo o pão molhar no café. E no tempo curto de uma mordida, me transportei para o colo da minha avó. Lá estava eu sentada no colo dela, na cadeira de balanço, comendo pão molhado no café da tarde. E de repente não estava mais.
Foi como reacender um sentimento, uma luz na memória dos meus amores mais ricos. Chorei. Chorei gostosamente um choro de saudade de quem tem alguém nas lembranças, nas fotos, nos cheiros, na vida... Tenho porque acredito que ela está num desses universos paralelos ao meu, ralando aipim para fazer bolo ou comendo suas laranjas à tarde na porta de casa. Ela está logo ali, nos abraços que me deu e nas broncas também. Está ali e está aqui, mesmo que no tempo curto de um sabor inesquecível.

2 comentários:

Anônimo disse...

Fiz algo parecido hoje...
piquei o pão no café, e lembrei quando era criança...
vi seu blog por acaso na net..
parabéns.
ana paula.

Mônica Lobo disse...

Encontro de lembranças! :)