Pesquisar

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Financier: um ilustre desconhecido.

Não me recordo da primeira vez que comi um financier. Posso garantir que foi numa das cafeterias que costumo frequentar. Ele veio no pires acompanhando o café que eu pedi. Eu sei que olhei pro bolinho e até achei meio sem graça. Mas foi só provar para me apaixonar perdidamente. Eu não sabia explicar o que havia de tão especial. Eu sequer conseguia supor do que era feito. Eu chamei o atendente e perguntei “tem desse grande?”. Ele disse não e se foi. Fiquei triste. Quase pedi outro café só pra ganhar outro bolinho. Me contive. E essa cena se repetiu algumas vezes até a última sexta-feira.

Pra variar, chamei amigas pra conhecer uma cafeteria nova. Eu a descobri na semana anterior e achei os doces tão lindos que valia à pena conferir se também eram gostosos. Pra começar pedi um cappucino e voilà!, eis que me aparece no pires o meu querido bolinho desconhecido. Não perdi tempo e perguntei “tem desse grande?”. O simpático atendente me pediu pra aguardar e sumiu por alguns instantes. De repente voltou com uma caixa em mãos. Peguei a caixa dele e com uma alegria infantil fiquei admirando as fileiras dos meus adoráveis (adoro esse adjetivo!) desconhecidos. Atrás da caixa, enfim, descobri o nome: financier. São feitos basicamente de manteiga e farinha de amêndoas. Sabia que era algo desse tipo! Eu adoro amêndoas! Nem preciso dizer que comprei a caixa, né?

Pra terminar de satisfazer minha curiosidade, fiz meu trabalho: pesquisei. Lógico, um bolinho com um nome tão curioso e tão saboroso tinha que ser investigado. Então, os financier têm origem francesa _como o nome já faz supor_ e eram vendidos na região da bolsa de valores de Paris, originalmente. A clientela: ricos executivos da Bolsa. Investidores.

Ainda bem que os financier se popularizaram e hoje em dia, uma modesta nutricionista brasileira pode desfrutar do prazer de degustá-los enquanto curte um cafezinho com as amigas. Nem preciso ir à Paris pra isso... Se bem que, eu não acharia ruim fazer o mesmo às margens do Senna. Un jour, je serai là!



4 comentários:

Café Do Moço disse...

Adorooooo...aqui no Rio o melhor é o do Le Pain du Lapin... aqui no Jardim BotÂnico

Café Do Moço disse...

Mônica...sábado e domingo estarei com a minha cafeteria móvel...hahaha...no Jardim BotÂnico na Rua PAcheco Leao 94 a partir do meio dia..

Garantia de ótimos cappuccinos!!!

;)
dá uma lida no blog http://cafedomoco.blogspot.com

Thais Coutinho de Oliveira disse...

hahahha... nutricionista que adora comer é muito bom!!!
Eu lembro da minha primeira vez com um financier! rsrs
Uma amiga me apresentou e vendia naquela padaria maravilhosa do lado do meu apezinho de laranjeiras... apaixonei tb, nunca mais o encontrei... saudades! rsrs

Mônica Lobo disse...

Vamos marcar um café que eu sei onde vende. ;)