Pesquisar

segunda-feira, 25 de maio de 2009

O amor é como café: ninguém gosta que seja morno. Mas tem uma temperatura certa. Menos quente não tem gosto e quente demais, amarga e queima.

Melhor mesmo que seja gourmet!

Nenhum comentário: