Pesquisar

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Praia no verão.


Praia no verão. Areia branca como açúcar e mar azul-turquesa. O sol fervia no horizonte alaranjado. Havia “bancos de areia” no meio do mar, onde se podia caminhar com a água na altura dos tornozelos. As ondas grandes e espumantes estavam longe.

Foi esse o lugar que eu e três amigos escolhemos para jogar uma espécie de futebol americano com uma bola de vôlei. A disputa era de meninas contra meninos. Nos divertíamos numa confusão feita de água salgada, tombos homéricos e muitas risadas, enquanto o céu escurecia quase às 8h da noite.

De repente, eu pisei em algo rijo que se moveu rapidamente pra se livrar do meu peso: era um siri! Ele se enterrava mais a cada vez que eu tentava pegá-lo. Então, outros foram aparecendo, até nos encontrarmos cercados por eles_ ou eles por nós.

A idéia de um dos meus amigos foi buscar material e voltar para capturar alguns siris. Quando retornamos, já era noite, mas, por sorte, a lua cheia estava tão grande e brilhante que refletia na areia branca, revelando qualquer coisa que se mexesse debaixo da água rasa. Estávamos diante de um lindo espelho ondulado pelo qual caminhamos molhando os pés e desenterrando os siris.

Durante a caminhada pela borda do mar, encontramos uma tartaruga marinha bonita e enorme que se alimentava. Conseguimos nos aproximar e tocá-la, apesar dela ter ficado bastante assustada com a nossa presença. Na faixa de areia próxima ao mar, as cascas de tatuis brilhavam em trilha num azul néon a perder de vista. Eu e um dos meus amigos pegamos os siris com a rede enquanto os outros dois os soltavam numa caixa. Pegamos o suficiente para cada um comer e voltamos para minha casa à 10h da noite.

Meu pai, empolgado com aquela pescaria inusitada, preparou um delicioso ensopado degustado logo em seguida com pão (para aproveitar o caldinho). Já era bem tarde quando nos demos conta do dia incrível que tivemos.

2 comentários:

Carolina disse...

Aí galera, o sirizão da foto aí, tá comigo hein! Hahahahhahaha

Mônica Lobo disse...

Tá registrado! ahahaha
Nada como a dança do siri pra ilustrar essa história!