Pesquisar

terça-feira, 15 de julho de 2008

Aventuras no Ártico.

Que fome!
As festas do Caco são maneiras, mas nunca tem "necas" pra comer. Ok, tinha aquele amendoim na mesa da sala, mas tá ali desde a faculdade. Ainda não tinha bebido o suficiente pra encarar uma viagem no tempo_ no tempo em que o amendoim era vivo. Vai que dava uma "siquisira"...
Quando eu cheguei, vi umas azeitonas na cozinha que nosso amigo Ogro fez o favor de engolir com caroço e tudo em 10s. Depois disse com a maior cara de pau que não ia poder ficar, o infeliz. Foi lá só pra acabar com a comida da festa!
Tava aqui pensando se essa dor de cabeça é de fome ou das porcarias que eu bebi. Ou da soma dos dois... Caraca, minha barriga tá mais vazia que o "Maraca" na segunda de manhã! Perai, acho que ouvi alguma coisa! Opa, há vida neste corpo! Tentativa 1 de comunicação "terra para barriga":

_Tem alguém aí? Pode me ouvir?
_ Bruuuuuuuu...
_ Acho que é um "sim".
_ Preciso comer, né?
_ Bruuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu...
_ Acho que é um "claro, seu imbecil!".

Vamos ver o que temos aqui... Putz, a minha geladeira parece o Ártico_ gelada e quase inabitada. Sou um desbravador das geleiras explorando esse ambiente inóspito. Hora da caçada! De cara, encontro água em abundância. Mais adiante, encontro um espécime que parece um queijo, mas apresenta uma pelugem típica de um algodão doce. Não sei se é venenoso. Melhor deixar passar. Seguindo, avisto um pedaço de gelo côncavo e estranho que me lembra algo como um prato com pizza. Não me lembro da última vez que pedi pizza. Nem de ter pedido pizza vegetariana. Que troço verde é esse na minha calabresa? Pô, a gente pede a comida, paga caro e não entregam direito... Sacanagem. Ih, tem um treco verde aqui embaixo junto com supostas maçãs, que eu não comi. Isso é coisa da minha mãe " Menino, você precisa comer direito! Tá fraquinho! Vai acabar ficando doente!". Espera aí! As maçãs tão murchas e o (deixa eu ver o que é isso) al-fa-ce a-me-ri-ca-no tá bonzinho. Caraca, deve taí há uma semana, sei lá... Isso não murcha, não? Mó Highlander esse alface! Ai, ganhou moral comigo. Vou comer isso aí que nem o Popeye comia espinafre. Eu tenho a força! Não, acho que quem dizia isso era o He-Man... Sei lá. Mas comer isso puro é brabo. Ah, minha mãe fica falando de azeite, que faz bem pra saúde, blá, blá, blá... Ela deve ter comprado um. Achei! Como é que abre isso, hein? Dã, tampa de rosca, mongol! Aí, ficou bom esse negócio. É crocante. Acho que vou colocar sal... Nossa, se eu não estivesse tão bêbado, podia jurar que isso é batata chips...

2 comentários:

Tatiana disse...

hahahahahahahahhaa...
mt bom moniquinhaaaaaaaaaaa...
caraca me diverti lendo...hahahahahaha
te adoro...beijo grande...!!!

Mônica Lobo disse...

Que bom! Essa era a idéia! hehehe

Beijos.