Pesquisar

terça-feira, 6 de maio de 2008

A chave

_ Cara, eu tenho umas neuras estranhas...

_ Existe neura normal? Hehe. Me fala, o que é?

_ Quando pego o elevador daqui do prédio... Sabe aquele vão entre a cabine e a porta? Sempre me adianto e pego logo a chave, deixo na mão, sabe? Facilita, tu já chega e abre logo a porta...

_ Sei, mas e daí?

_ Toda vez que vou sair do elevador com a chave na mão, eu imagino ela caindo naquele maldito vão.

_ Ahahahahah! Tu imagina a chave caindo exatamente naquele espacinho impossível e depois sem poder entrar em casa?

_ Isso! Aí, seguro firme a chave e sinto uma alegria estranha e idiota quando chego no corredor. Penso: “Chave sã e salva mais uma vez”. Tipo: missão cumprida.

_ Putz!

_ Bizarrice, né? Coisa de doido.

_ Que nada! Penso a mesma porcaria todas as vezes que venho aqui.

_ Fala sério?!

_ Ahahaha... Deve ser neura hereditária, mana.

_ Ahahahaha... Ih, ouviu o “gruru”? É o chamado, cara! Esquece esse lance de chave. Vamos comer alguma coisa antes que meu estômago comece a conversar contigo...

6 comentários:

Tatiana disse...

Oi amigaaaa
hahahhaha...q engraçado...eu nunca tive esse medo não...alias eu tenhu uma mania péssima de procurar a chave dentro da bolsa na porta de casa, e como é um pouco distante do sensor de presença a lampada sempre costuma apagar enquanto eu procuro a bendita chave no escuro hihihi....!!!
Adorei...
Um beijo....

Carol disse...

Não é neura hereditária não!! Eu sem-pre penso isso também!! E descobri que não sou só eu, como vocês e, claro, minha irmã também...com uma pequena ressalva de mérito: ela JÁ deixou a chave cair e conseguiu recuperá-la em milésimos de segundo antes que a bendita pantográfica se abrisse...
Mas eu podia só repetir o que meu amantíssimo sabiamente me disse certa vez (quando confessei a ele essa minha neura): porra, deixa pra pegar a chave depois que sair do elevador!!! Huum...num dá...será q isso é neura de quem sempre morou em casa?? auhauahuah

Mônica Lobo disse...

É, Tati. Se você se adiantar, vai se livrar do escuro do corredor, mas não vai escapar do vão maldito. Uahahaha

Mônica Lobo disse...

Carol, fico feliz de não sermos os únicos, me sinto mais normal agora. Ou não... Bem, essa teoria da neura ser devido ao fato de termos morado em casa é interessante. Mais estudos precisam ser feitos... Ahahaha

Anônimo disse...

hahaha..Eu tenho isso com o vão do metrô.Qdo tô com uma pasta na mão, eu sempre a seguro bem firme com medo de escorregar e cair naquele buraco. E depois fico pensando."Caramba, e se caísse? erá q eu ia conseguir recuperar? Será q as pessoas deixam cair coisas ali com frequência?" Ai, ai..maluquices da vida..rsrs.
Beijos!

Mônica Lobo disse...

Ahahahaha. Sabe que às vezes penso essas coisas no metrô também, mas como não o utilizo com tanta frequência... Cada um com suas maluquices...

Beijão Danusa!